Mitos e verdades sobre a trombose venosa

Ola Pessoal!

O assunto de hoje como o de costume, é sobre saúde, e vem com um tema de muita importância pra todos nós, sobre a trombose, saiba como prevenir esse mal de nossas vidas com as explicações do Angiologista doutor Daniel Alexandrino.

044bfc8b-5edb-46df-b816-e0d796cda325

Não é de hoje que existem diversas polêmicas sobre a trombose, como por exemplo: A perna fica escura e fria? Posso ter minha perna amputada? Causa dor?

A trombose é a formação de coágulos de sangue dentro das veias. Isso ocorre, normalmente, nos vasos das pernas e as grandes e mais temidas complicações ocorrem quando estes coágulos acabam se deslocando para o coração e em seguida para os pulmões provocando um quadro chamado de Embolia Pulmonar.

As confusões e os questionamentos a respeito deste assunto ocorrem, em primeiro lugar, porque é uma doença grave e, em segundo lugar, porque existem dois tipos de trombose: a arterial e a venosa, ambas graves, dependendo do vaso acometido.

A trombose arterial, também conhecida como Trombose Venosa Profunda (TVP), pode causar muito inchaço, dor na perna e apresenta características bem diferentes da venosa. Quando se fala em cirurgia para trombose é, geralmente, sobre a trombose arterial que falamos. Ela que é a razão do estigma “das tromboses”, podendo causar a amputação dos membros. A trombose das veias apesar de ser tratada com medicação (na maioria dos casos), e não com cirurgia, não é menos grave e não pode ser menosprezada, pois ela pode levar ao óbito.

thumb

Os indivíduos com maior risco de trombose venosa são os tabagistas que fazem uso de algum tipo de hormônios (anticoncepcionais, reposição hormonal, etc.), imobilizações prolongadas após uma fratura de perna, o período gravídico e pós-gravídico imediato e as pessoas que possuem algum tipo de câncer, por exemplos.Entre as condições predisponentes é importante citar ainda a idade avançada e os pacientes com anormalidade genética do sistema de coagulação.

A TVP é, muitas vezes, assintomática e na avaliação clínica pode até passar despercebida. Para que o diagnóstico seja feito com mais clareza e de modo mais assertivo, é realizado o Eco Color Doppler. O tratamento é feito com substâncias anticoagulantes ou fibrinolíticas (“destroem” o trombo). Em situações selecionadas, o tratamento da TVP pode ser feito na própria residência do paciente, usando-se as heparinas ou os chamados “Antagonistas da Vitamina K” que agem em pontos específicos na cascata de coagulação inibindo a formação de mais e mais coágulos dentro das veias.

Adotar hábitos saudáveis, evitando o tabagismo e estar em sintonia com o Cirurgião Vascular, é o caminho para evitar a trombose. Isso inclui também praticar atividades físicas para criar uma musculatura saudável das pernas, “bombeando” bem o sangue evitando, assim, que ele fique parado dentro das veias por longos períodos. Além disso, é fundamental conhecer o seu histórico familiar, isto é, saber se outras pessoas da sua família já tiveram trombose.

Mulher-ao-lado-de-alimentos-saudáveis-segurando-um-peso-de-academia

Serviço:

Reju – Viva com prazer

SGAS 616 Edifício Linea Vitta Centro Clínico Bloco B Sala 32 – Asa Sul

Contato: 61. 3702-0919/ 9915-0919

www.reju.com.br

Siga também os perfis nas redes sociais

Testo escrito por:  AG1 Comunicação

Graciliano Cândido

Jornalista Mtb 8995/DF

 

Comments

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *