Açúcar: Mulheres consomem mais que os homens

Ola Pessoal!

Pesquisa recente com mais de 1 mil pessoas para saber sobre o consumo de açúcar. Foi constatado que mais de 70% delas consomem.

O encanto dos confeitos numa sobremesa é de encher os olhos, muita gente se rende à tentação e consome açúcar sem saber os males que ele causa para a saúde. Preocupado com essa realidade, o Instituto de Cardiologia em São Paulo fez uma entrevista com homens e mulheres, com idades entre 18 e 85 anos pertencentes às classes A, B e C. Das pessoas que afirmaram consumir açúcar regularmente, 53,5% são mulheres. Dessas, 45% preferem o ingrediente em bolos, doces caseiros e biscoitos. 37% deram preferência ao chocolate como forma preferida de ingerir o alimento. Mais de 70% de todas os participantes consomem açúcar, e 85% deles têm preferência pelo tipo branco.

Colorful macaroons

O consumo do alimento disparado pelas mulheres tem um motivo, está nos hormônios. Durante a Tensão Pré Menstrual (TPM), a serotonina, que é uma substância responsável pela sensação de bem-estar, cai, e o organismo busca regular essa sensação aumentando a vontade por alimentos mais doces. Já foi comprovado pela Organização Mundial de Saúde – OMS, que o consumo excessivo de açúcar pode trazer diversos problemas à saúde do indivíduo. Entre os diversos males, pode causar complicações sobretudo no cérebro, fígado, rins e coração.

emagrecersemdieta

O médico especialista em Homeopatia e pós-graduado em Estratégia Ortomolecular em Medicina, Dr. Ícaro Alcântara, orienta que ainda existem mais 146 males que o açúcar pode agravar ou causar na saúde do ser humano. A grande “armadilha” é que nem todo açúcar é doce, portanto pode estar presente em diversos outros alimentos como: arroz branco, batata inglesa, pães, massas, bolos, salgadinhos e biscoitos, que possuem uma grande concentração de açúcar.

 O médico

 Dr. Ícaro Alves Alcântara é graduado em Medicina pela Universidade de Brasília, especialista em Homeopatia pela Associação Médico Homeopática Brasileira e pós-graduado em Estratégia Ortomolecular. Já atendeu mais de 30 mil pacientes e, além de clinicar, ministra palestras e cursos em todo o Brasil sobre saúde e “medicina do estilo de vida”, um conceito ainda novo no Brasil, que tem como principal objetivo a promoção da qualidade de vida e da saúde por meio da adoção de hábitos e atitudes simples.

Comments

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *